Cover Image

Protecting factors of the mental health of incarcerated women: a descriptive-exploratory study

Márcia Vieira dos Santos, Valdecyr Herdy Alves, Audrey Vidal Pereira, Diego Pereira Rodrigues, Giovanna Rosario Soanno Marchiori, Juliana Vidal Vieira Guerra

Abstract


Aim: to identify the activities that promote mental health carried out by women deprived of their liberty, given the difficulties encountered during the period of imprisonment. Method: descriptive, exploratory, qualitative study with forty women deprived of liberty in a female prison in the state of Rio de Janeiro, who were interviewed based on a semi - structured script. The data obtained, subject to the analysis of content in the thematic modality, gave rise to the category Protection factors of the mental health of the incarcerated women. Results: women have pointed to factors that protect their mental health: studying, working, performing leisure activities (singing, talking, reading) and religious activities. Conclusion: health promotion activities with a focus on mental health should be rethought in order to ensure the mental health of women deprived of their liberty.

Keywords


Women's Health;Prisons;Mental Health;Health Promotion

References


Kolling GJ, Silva MBB, Sá MCDNP. Direito à Saúde no Sistema Penitenciário. Rev Tempus Acta Saúde Col [internet]. 2013 [citado em 02 nov 2015]. 7(1): 291-8 Disponível em: http://www.tempusactas.unb.br/index.php/tempus/article/view/1304/1133

Oliveira LV, Costa GMC, Medeiros KKAS, Cavalcanti AL. Epidemiological profile of female detainees in the Brazilian state of Paraíba: a descriptive study. Online Braz J Nurs (Online) [Internet]. 2013 [citado em 02 jun 2015]. 12(4): 892--901. Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/4284/pdf_35

Brasil. Ministério da Justiça. Departamento Penitenciário Nacional. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias. Brasília; 2014.

Scherer ZAP, Scherer EA, Nascimento AD, Ragozo FD.. Sociodemographic profile and penal history of the prison population at a female penitentiary in the interior of São Paulo state. SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcooldrog [internet]. 2011 [citado em 02 jun 2015]. 7(2): 55-62. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/49572/53686

Geniole LAI, Kodjaoglanian VL, Vieira CCA. A saúde da família em populações carcerárias. Fiocruz Unidade Cerrado Pantanal [internet]. 2011 [citado em 02 nov 2015]. Disponível em: http://www.saudedafamilia.ufms.br/manager/titan.php?target=openFile&fileId=354

Brasil. Ministério da Justiça. Departamento Penitenciário Nacional. Relatório Final do I Encontro de Planejamento do Projeto Efetivação dos Direitos das Mulheres no Sistema Penal. Brasília; 2012.

Silva NC, Rosa MI, Amboni G, Mina F, Comim CM, Quevedo J. Transtornos psiquiátricos e fatores de risco em uma população carcerária. ACM arq. catarin. med [internet] 2011 [citado em 02 nov 2015]. 40(1): 72-6. Disponível em: http://www.acm.org.br/revista/pdf/artigos/850.pdf

Kramer K, Comfort M. Considerations in HIV prevention for women affected by the criminal justice system. Women's Health Issues [internet]. 2011 [citado em 02 nov2015]. 21(6): S272-S277. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21782463

Canazaro D, Argimon, IIL Características, sintomas depressivos e fatores associados em mulheres encarceradas no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Cad saúde pública [internet]. 2010 [citado em 02 nov 2015]. 26(7): 1323-33. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v26n7/11.pdf

Czeresnia D, Freitas CM. Promoção da Saúde: conceitos, reflexões, tendências. 2ª ed. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2011.

Ribeiro SG, Lessa PRA, Monte AS, Bernardo EBR, Nicolau AIO, Aquino PS, et al. Gynecologicandobstetric profile ofstateimprisonedfemales. Texto contexto enferm [internet] 2013 [citado em 02 nov 2015]. 22(1): 13-21. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n1/02.pdf

Cunha EL. Ressocialização: o desafio da educação no sistema prisional feminino. Cad. CEDES [internet] 2010 [citado em nov 02 2015] 30(81): 157-78. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v30n81/a03v3081.pdf

França MHO. Criminalidade e prisão feminina: uma análise da questão de gênero. Revista Ártemis [internet] 2014 [citado em 02 nov 2015]. 18(1): 212-27. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/artemis/article/view/22547/12510

Lima GMB, Neto AFP, Carvalho PD, Amarante PDC, Filha MOF. Mulheres no cárcere: significados e práticas cotidianas de enfrentamento com ênfase na resiliência. Saúde em Debate [internet] 2013 [citado em 02 nov 2015]. 37(98): 446-56. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v37n98/a08v37n98.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas para as Mulheres. Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Brasília; 2013.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria Interministerial nº 210, de 16 de janeiro de 2014. Brasília, 2014.

Felipe AOB, Carvalho AMP, Andrade CUB. Spiritualityandreligion as protectors for adolescentdrug use. SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcooldrog [internet]. 2015 [citado em 05 nov 2015]. 11(1): 49-58. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/smad/v11n1/08.pdf

Ribeiro FML, Minayo MCS. O papel da religião na promoção da saúde, na prevenção da violência e na reabilitação de pessoas envolvidas com a criminalidade: revisão de literatura. Ciênc. saúde coletiva [internet]. 2014 [citado em 02 nov 2015]. 19(6): 1773-89. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/csc/v19n6/1413-8123-csc-19-06-01773.pdf

Pereira DA, Marques MF, Hubner CVK, Silva KJF. Sintomas depressivos e abuso de drogas entre mulheres presas na cadeia pública feminina de Votorantim/SP. RevFaculCiêncMéd de Soroc [internet]. 2014 [citado em 02 nov 2015]. 16(2): 71-5. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/RFCMS/article/view/13423/pdf

Silva JF. Uma reflexão sobre a possibilidade de aplicação efetiva e real dos direitos humanos aos presos. Segur pública &Cidadan [internet] 2012 [citado em 02 nov 2015]. 3(2): 43-78. Disponível em:https://periodicos.dpf.gov.br/index.php/RSPC/article/view/100/103




DOI: https://doi.org/10.17665/1676-4285.20175538

Comments on this article

View all comments