5680pt.html

NOTAS PRÉVIAS

Metodologias de ensino na preceptoria de residência multiprofissional: estudo descritivo-exploratório


Núbia Maria Lima de Sousa1, Ana Cristina Pinheiro Fernandes de Araújo1, Samara Isabela Maia de Oliveira1, Nilba Lima de Souza1, Izaura Luzia Silvério Freire1, Fernanda dos Santos Nogueira Góes2
1Universidade Federal do Rio Grande do Norte
2Universidade de São Paulo

RESUMO

Objetivo: identificar, analisar e classificar as metodologias utilizadas por preceptores no processo ensino-aprendizagem de residentes multiprofissionais. Método: estudo descritivo-exploratório que envolverá os preceptores da residência multiprofissional em saúde de uma maternidade escola de Natal, RN, Brasil. A coleta será realizada no período de setembro de 2016 a fevereiro de 2017, por meio da técnica de associação livre de palavras, utilizando os seguintes estímulos indutores: metodologia, metodologia tradicional e metodologia ativa, e por grupo focal a partir de uma questão norteadora. Será utilizada a análise lexicográfica realizada pelo software EVOC (Ensemble de Programmes Permettant L’Analyse des Evocations) e por meio da análise de conteúdo proposta por Bardin. A validação das categorias será realizada por três juízes externos e respaldada na literatura pertinente ao tema. Resultados esperados: fornecer subsídios para elaboração estratégias de melhoria para o ensino-aprendizagem entre preceptores e alunos.

Descritores: Preceptoria; Aprendizagem Baseada em Problemas; Educação em Saúde.


INTRODUÇÃO

O ensino interprofissional em saúde surge como um modelo de educação que prioriza o trabalho em equipe, com foco na integralidade para a melhoria da qualidade do cuidado(1-3).

Um dos eixos de atuação desse novo modelo são as metodologias ativas que motivam o aprendizado e preparam o indivíduo a desenvolver competências e habilidades na investigação, no ensino e na gerência do cuidado(4).

Neste aspecto, o preceptor necessita ter desprendimento e habilidades para que o seu conhecimento alcance outras esferas. No entanto, parte desses preceptores não tiveram uma formação pedagógica específica para este fim, e, por vezes, desconhece as novas metodologias de ensino, o que pode prejudicar a qualidade do ensino/aprendizado e repercutir negativamente na formação interprofissional(1-3).

Desta forma, o presente estudo se justifica pela necessidade de conhecer as estratégias pedagógicas utilizadas pelos preceptores no ensino da preceptoria de graduação e pós-graduação. Para tanto, foi traçada a seguinte questão norteadora: como você descreve sua atuação pedagógica como preceptor (a) na perspectiva da formação interprofissional de residentes e/ou alunos de graduação?

OBJETIVO

Identificar, analisar e classificar as metodologias utilizadas por preceptores no processo ensino-aprendizagem de residentes multiprofissionais.

MÉTODO

Estudo exploratório e descritivo, qualitativo, a ser desenvolvido em uma maternidade escola localizada na cidade de Natal, estado do Rio Grande do Norte. A população desse estudo será formada por todos os preceptores que atuam na residência multiprofissional em saúde no campo de pesquisa (N=100). Entre os preceptores têm-se enfermeiros, psicólogos, farmacêuticos, nutricionistas, assistentes sociais, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. Será avaliada a amostra de profissionais que atua há, no mínimo, um ano na preceptoria multiprofissional em saúde no cenário da pesquisa, sendo esses os critérios de inclusão. Serão excluídos do estudo os que se encontrarem em férias ou em afastamento no momento estabelecido para a coleta de dados. A partir desses critérios de seleção, a amostra será composta por 33 profissionais, correspondente a 30% da população de estudo. Para evitar vieses os sujeitos serão selecionados aleatoriamente, por meio de sorteio com reposição.

A coleta de dados dar-se-á nos meses de setembro de 2016 a fevereiro de 2017. Os sujeitos serão recrutados após contato prévio individualizado, momento em que se dará o agendamento para coleta de dados. Essa se dará em três etapas: (i) aplicação de um instrumento para caracterização dos sujeitos; (ii) realização da técnica de associação livre de palavras (TALP), com os seguintes estímulos indutores: metodologias, metodologias tradicionais e metodologias ativas. Para esse momento participarão o entrevistado e o pesquisador principal, que registrará as palavras mencionadas pelos entrevistados; (iii) reuniões dos grupos focais, com datas previamente agendadas, das quais participarão um moderador (próprio pesquisador) e uma secretária, previamente treinada para o estudo, que fará o registro do início de cada fala dos membros do grupo, para facilitar a transcrição dos relatos gravados. Os grupos focais acontecerão com um mínimo de seis e máximo de 10 participantes e terá a seguinte questão norteadora: “que metodologias você utiliza para o ensino-aprendizagem de residentes multiprofissionais em saúde?”. Os três momentos da entrevista serão realizados em uma sala reservada no próprio local de pesquisa.

Quanto à análise, os dados coletados por meio da TALP serão codificados, obedecendo às seguintes etapas: as palavras evocadas serão digitadas em um arquivo tipo texto, obedecendo às respostas específicas para cada estímulo indutor; em seguida, serão elaborados dicionários correspondentes a cada estímulo, considerando não apenas os adjetivos, mas expressões similares, construindo-se um banco de dados por meio de uma planilha eletrônica. A validação das categorias será realizada por três juízes externos selecionados via internet, conforme Curriculum lattes, considerando os expertos na área de ensino-aprendizagem com uso de metodologias ativas de ensino. Após concordância, o material será submetido à análise lexicográfica realizada pelo software EVOC (Ensemble de Programmes Permettant L’Analyse des Evocations) versão 2000, que organiza as palavras evocadas por ordem de frequência e média de evocações.

Os depoimentos obtidos no grupo focal serão tratados por meio de análise de conteúdo proposta por Bardin (1995), na modalidade temática. A interpretação dos dados será respaldada na literatura pertinente ao tema. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa sob Parecer nº 1.663.421.

RESULTADOS ESPERADOS

Identificar o conhecimento dos preceptores sobre o ensino em uma perspectiva de atuação interprofissional, e, desse modo, fornecer subsídios para elaboração de estratégias de melhoria para o ensino-aprendizagem entre preceptores e residentes em saúde.


REFERÊNCIAS

  1. Loewen PS, Jelescu-Bodos A, Yeung J, Lau T. The Effect of Transitioning from Residency to Pharmacy Practice on Learning Style. American Journal of Pharmaceutical Education. [Internet]. 2014 [Cited 2016 Oct 16] 78(8). Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4226284/pdf/ajpe788147.pdf
  2. Gholami M, Moghadam PK, Mohammadipoor F, Tarahi MJ, Sak M, Toulabi T, Pour AH. Comparing the effects of problem-based learning and the traditional lecture method on critical thinking skills and metacognitive awareness in nursing students in a critical care nursing course. Nurse Educ Today. [Internet]. 2016 [Cited 2016 Oct 18] 45. Available from: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0260691716301022
  3. Reeves S, Perrier L, Goldman J, Freeth D, Zwarenstein M. Interprofessional education: effects on professional practice and health care outcomes (update). Cochrane Database Syst Rev. [internet]. 2013 [Cited 2015 Jan 9] (3). Available from: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/14651858.CD002213.pub3/full

Todos os autores participaram das fases dessa publicação em uma ou mais etapas a seguir, de acordo com as recomendações do International Committe of Medical Journal Editors (ICMJE, 2013): (a) participação substancial na concepção ou confecção do manuscrito ou da coleta, análise ou interpretação dos dados; (b) elaboração do trabalho ou realização de revisão crítica do conteúdo intelectual; (c) aprovação da versão submetida. Todos os autores declaram para os devidos fins que são de suas responsabilidades o conteúdo relacionado a todos os aspectos do manuscrito submetido ao OBJN. Garantem que as questões relacionadas com a exatidão ou integridade de qualquer parte do artigo foram devidamente investigadas e resolvidas. Eximindo, portanto o OBJN de qualquer participação solidária em eventuais imbróglios sobre a materia em apreço. Todos os autores declaram que não possuem conflito de interesses, seja de ordem financeira ou de relacionamento, que influencie a redação e/ou interpretação dos achados. Essa declaração foi assinada digitalmente por todos os autores conforme recomendação do ICMJE, cujo modelo está disponível em http://www.objnursing.uff.br/normas/DUDE_final_13-06-2013.pdf

Recebido: 02/09/2016 Revisado: 31/10/2016 Aprovado: 31/10/2016