Application of semiotics in the analysis of facsimiles: a documentary research
HTML (Português (Brasil))
HTML (Español (España))
HTML
PDF (Português (Brasil))
PDF
PDF (Español (España))

Supplementary Files

(Português (Brasil))
(Português (Brasil))

Keywords

History of Nursing
Brasilian Red Cross
Image. Historia de laEnfermeria
Cruz Roja Brasilena
Imagen História da Enfermagem
Cruz Vermelha Brasileira
Imagem

Abstract

Aim: To demonstrate the use of semiotic analysis in facsimiles to studies using photographic images as research documents. Method: We used an analytical matrix composed for four items, the results of which were enlightened by the notions of institutional rites, object representations and Hexis, from a microanalytical perspective. Results: The results were contextualized to the image articulating the notion of an imagetic signature, through the symbolic elements in terms of the clothes, veil/cap and cross symbol corresponding to the Brazilian Red Cross. Discussion: The discussions were related to the way in which the nurses held and expressed themselves, their clothes and symbols, their behavior towards the general who was being honored and the institutional ceremony. Conclusion: The matrix analysis is ratified as an additional documental imagetic research tool, enabling us to decode the symbolic codes for versions and (re)interpretations as epistemological issue.

https://doi.org/10.5935/1676-4285.20120056
HTML (Português (Brasil))
HTML (Español (España))
HTML
PDF (Português (Brasil))
PDF
PDF (Español (España))

References

Vogt C. Semiótica e semiologia. Revista eletrônica de Jornalismo Científico. [editorial on line]. 2011 [acesso em: 01 nov. 2011]; 74: 01-02. Disponível em: http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=11&id=84.

Eco U, editor. Tratado Geral de Semiótica. 4ª Ed. São Paulo: Perspectiva; 2002.

FREITAS Artur. História e imagem artística: por uma abordagem tríplice. R Estudos Históricos. [periódico na internet]. Jul/dez 2004 [acesso em 20 dez 2011]; 2(34): 1:22. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/viewArticle/2224.

Frehse F. Antropológica do Encontro e do Desencontro: Fotógrafos e Fotografados nas ruas de São Paulo (1880-1910). In: O imaginário e o poético nas Ciências Sociais. 1ª Ed. São Paulo: Edusc; 2005. p. 185-223.

Lima DVM. Desenhos de Pesquisa: Uma contribuição para autores. Online Brazilian Journal of Nursing. [serial na internet]. Abr/ago 2011; [acesso em 20 dez 2011]; 10 (2). Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/3648.

Porto F, Fonseca E. Fac-símile na pesquisa em história da enfermagem obstétrica: inauguração da capela da Pró-Matre (1923). R Pesq cuid fundam. [periódico na internet]. Out/dez 2010 [acesso em 17 out 2011]; 2(4):1495-1505. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1315/pdf_236.

Revel J. Jogos de escalas – a experiência da microanálise. 1ª Ed. Rio de Janeiro: FGV; 1998. p. 262.

Bourdieu P, editor. A economia das trocas linguísticas – o que falar quer dizer. 2ª Ed. São Paulo: Edusc; 1998. p. 97-116.

Porto F, Santos T. A enfermeira brasileira na mira do click fotográfico (1919-1925). In: História da Enfermagem Brasileira: Lutas, Ritos e Emblemas. Porto, F. e Amorim, W. (org.) 1ª Ed. Rio de Janeiro: Águia Dourada, 2007. p. 25-188.

Freitas E. A imagem pública da Enfermeira-Parteira do Hospital Maternidade Pró-Matre do Rio de Janeiro de 1928-1931: (des)construção de uma identidade profissional. [dissertação]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Curso de Enfermagem, Laboratório de Pesquisa em História da Enfermagem (Laphe); 2011.