The ecologic reflexivity in the context of hospital work

 Silviamar Camponogara1, Flavia Regina Souza Ramos2, Ana Lucia Cardoso Kirchhof2

1-     Universidade Federal de Santa Maria

2-     Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo: trata-se de um projeto de tese, que busca problematizar a relação entre o trabalhador hospitalar e a atual problemática ecológica. A estruturação do objeto de estudo se dá a partir da constatação de que vivemos uma sociedade “reflexiva” (Giddens, 1997) e que, enquanto atores sociais, apresentamos manifestações relacionadas a esta reflexividade. Também por conta de que, a problemática ecológica exige, de todos os seres humanos, um comportamento responsável com o meio ambiente (Jonas, 1995). Traz como objetivo: analisar as manifestações da reflexividade ecológica na relação dos sujeitos com seu trabalho em instituição hospitalar. A pesquisa é de cunho qualitativo, por meio da estratégia de estudo de caso, desenvolvida em um hospital-escola, tendo como sujeitos os trabalhadores do referido hospital. Os dados foram coletados a partir de análise documental, observação e entrevista semi-estruturada. A análise dos dados (em andamento) dar-se-á a partir da constituição do corpus de analise e categorização, com interpretação à luz do referencial teórico.

Palavras-chave: ecologia, trabalhadores, meio ambiente

Situação problema:

             A discussão sobre a problemática ecológica tem sido cada vez mais enfatizada em vários setores da sociedade moderna.  Evidências de que a vida do planeta está ameaçada por uma série de fatores decorrentes do processo de degradação ambiental são noticiadas dia-a-dia. Esta problemática ambiental é influenciada e influencia vários setores, dentre eles, o da saúde. Problemas ambientais acabam por determinar problemas de saúde, e, por outro lado, o campo da saúde, constituído por atores sociais (os trabalhadores da saúde), que exercem uma prática social (as ações em saúde), tem parcela de responsabilidade no que se refere à problemática ecológica. Assim, enquanto sujeitos de uma sociedade “reflexiva” (Giddens, 1997), sofremos as conseqüências do progresso técnico-científico, que invadem o nosso cotidiano, em diversos cenários de atuação. Os trabalhadores da saúde, sujeitos deste tempo e desta sociedade, igualmente, apresentam manifestações relacionadas à questão ecológica. Com isso, entendemos que é preciso desencadear uma discussão mais aprofundada sobre o tema, como forma de possibilitar reflexões, que permitam uma prática em saúde responsável e coerente com as demandas impostas pela atual problemática ambiental.

Questão de pesquisa: como se manifesta a reflexividade ecológica na relação dos sujeitos com seu trabalho em instituição hospitalar? Objetivo geral: analisar as manifestações da reflexividade ecológica na relação dos sujeitos com seu trabalho em instituição hospitalar.

Referencial teórico: está estruturado de forma a contemplar uma discussão sobre a concepção da problemática ambiental, de viés espistemológico (com base em Boaventura de Souza Santos e Enrique Leff); um eixo que aborda a problemática ambiental e sua inserção na discussão sociológica contemporânea (a partir do pensamento de Ulrich Beck e Anthony Giddens); e um terceiro eixo, que se preocupa em situar esta questão do ponto de vista ético, a partir da Ética da Responsabilidade proposta por Hans Jonas.

Metodologia: a pesquisa tem abordagem qualitativa, por meio da utilização da estratégia do estudo de caso. Constitui-se em campo de estudo um hospital-escola e, como sujeitos do estudo, trabalhadores do referido hospital. A coleta de dados está ancorada nas seguintes técnicas: análise documental, observação e entrevista semi-estruturada. A análise de dados dar-se-á por meio da constituição do corpus de análise, com composição de categorias significativas e interpretação à luz do referencial teórico.

Referencias Bibliográficas:

Giddens, A. A vida em uma sociedade pós-tradicional. In: Beck, U; Giddens, A.; Lash, S. Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna. São Paulo: Unesp; 1997. 263 p. 73-134

Jonas, H. El principio de responsabilidad: ensayo de una ética para la civilización tecnológica. Barcelona: Editorial Herder; 1995.

Santos, BS. Semear outras soluções: os caminhos da biodiversidade e dos conhecimentos rivais. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira; 2005,


Dados do projeto: Projeto de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem;  aprovado em 26/02/2007,  pela banca composta por: Profª Drª Flavia Regina Souza Ramos – presidente; Profª Drª Zuleica Maria Patrício - membro; Profª Drª Vera Lucia Guimarães Blank - membro; Profº Drº Gelson Luiz Albuquerque – suplente
Aprovação no CEP em 06/03/2007 -  No. do parecer: 0012.0.243.000-07
Apoio financeiro à pesquisa – bolsa PQI/CAPES
 

Received Sep 19th, 2007

Accepted: Sep 23 th, 2007