Family of users of a psychosocial attention center: a comprehensive analysis in Schütz - preview note

 

Marcio Wagner Camatta*; Jacó Fernando Schneider *

*UFRGS, RS/ Brasil

 Situação problema e sua significância: Esta investigação tem como objeto de estudo a compreensão da percepção dos familiares de usuários de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), serviço este substitutivo ao modelo manicomial, sobre o trabalho da equipe. Influenciada pelos pressupostos da psiquiatria democrática italiana, de Franco Basaglia, o movimento da reforma psiquiátrica brasileira, vem desde a década de 1980 se fortalecendo e alcançando importantes conquistas nos campos político, legislativo, judiciário, técnico, social e cultural, em diferentes proporções. Neste contexto, dentre as profundas mudanças ocorridas, surgem em contraponto aos hospitais psiquiátricos os serviços substitutivos, que por sua vez, se apresentam pautados no modelo psicossocial, que, contrário do primeiro, considera os fatores políticos e bio-psico-socio-culturais do indivíduo em sofrimento psíquico, reconhecendo-o enquanto ator principal do seu tratamento, pertencente a um grupo familiar e social1. Esta pesquisa torna-se significante, pois, poderá contribuir para a melhoria da assistência à saúde mental dos usuários e familiares que utilizam este serviço, além de servir de conhecimento para a construção de possíveis ações em saúde mental.

 Questão norteadora e objetivo: A questão norteadora desta investigação foi: Fale sobre o trabalho da equipe do Centro de Atenção Psicossocial - CAIS Mental”. O objetivo é compreender a percepção de familiares de usuários de um Centro de Atenção Psicossocial sobre o trabalho da equipe.

 Metodologia: Trata-se de uma abordagem qualitativa, tendo como referencial metodológico a sociologia fenomenológica de Alfred Schütz, mais especificamente os aspectos relacionados a cotidianidade, a intersubjetividade, a tipificação, as relações sociais e a compreensão2, 3. Tem como referencial teórico a produção científica sobre o movimento da reforma psiquiátrica brasileira, bem como sobre a família do indivíduo em sofrimento psíquico inserido neste processo de mudanças na assistência psiquiátrica. Desenvolveremos uma análise compreensiva de depoimentos de familiares de indivíduos que são assistidos em um serviço substitutivo em saúde mental, denominado CAPS CAIS Mental (Centro de Atenção Integral em Saúde), localizado no município de Porto Alegre, com a intenção de compreender o fenômeno vivido. Após a aprovação no Comitê de Ética, as entrevistas com a questão norteadora foi realizada no referido serviço. A análise das informações será desenvolvida por meio da interpretação compreensiva a partir das categorias de análise, buscado a compreensão de como o familiar vivencia o trabalho da equipe de um Centro de Atenção Psicossocial, sendo este um momento posterior ao da constituição das unidades de significado e representando um pensar cuidadoso das informações que se mostrarem, tendo como suporte a sociologia fenomenolóes que se mostraram, tendo como suporte a sociologia fenomenogica de Alfred Schütz.

 Bibliografias de referência:

1. Costa-Rosa A. O modo psicossocial: um paradigma das práticas substitutivas ao modo asilar. In: Amarante P, organizador. Ensaios: subjetividade, saúde mental, sociedade. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2000. p. 141-168.

2. Schütz A. Fundamentos da fenomenologia: bases da fenomenologia. In: Wagner HR, organizador. Fenomenologia e relações sociais: textos escolhidos de Alfred Schütz. Rio de Janeiro: Zahar; 1979. p.53-71.

3. Schütz A. El problema de la realidad social. Compilação de Maurice Natanson. 2ª ed. Buenos Aires: Amorrortu; 2003.

 

Dados do projeto: Este projeto de Mestrado integra-se a pesquisa de avaliação dos Centros de Atenção Psicossocial da Região Sul do Brasil (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), financiada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia através do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) em parceria com o Ministério da Saúde.

 Aprovação no CEP: Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre em 27 de outubro de 2006, sob número de parecer 001.042261.06.6.

Apoio financeiro à pesquisa: Bolsa de mestrado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 Endereço para correspondência: Rua São Manoel, n.844/201, Bairro Santa Cecília, Porto Alegre, Rio Grande do Sul (RS) CEP: 90620-110; e-mail: mcamatta@terra.com.br

 Received Aug 1st , 2007
Accepted: Aug 12th, 2007