Knowledge of blind women on natural contraception methods: an exploratory descriptive study

Abstract

The goal was to identify blind women’s knowledge on natural contraception methods. A descriptive exploratory study was carried out at the women’s place of choice in July 2010. For data collection, an individual interview was held and its contents were analyzed. Results were categorized into: (1) Statements showing these women’s lack of knowledge on natural contraception methods; (2) Incorrect statements and (3) Correct statements about the women’s knowledge on natural contraceptive methods. In conclusion, these women know little about their body, underlining the lack of knowledge on natural contraception methods
https://doi.org/10.5935/1676-4285.20113213
HTML

References

Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (CE). Saúde reprodutiva e sexual: um manual para a atenção primária e secundária (nível ambulatorial). 2ª. ed. Fortaleza,CE: SESA; 2002.

Brasil, Ministério da Saúde. Caderneta de saúde da adolescente. 2009 [Acesso em 15 mar. 2011]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/cardeneta_meninas.pdf

Cursino HM, Rodrigues OMPR, Maia ACB, Palamin MEG. Orientação sexual para jovens adultos com deficiência auditiva. Rev Bras Educ Espec 2006;12(1):29-48.

Defrança ISX, Pagliuca LMF. Acessibilidade das pessoas com deficiência ao sus: fragmentos históricos e desafios atuais. Rev Rene 2008;9(2):129-37.

Cezário KG, Mariano MR, Pagliuca LMF. Comparando o comportamento sexual de cegos e cegas diante das DSTs. Rev Eletr Enf [periódico online]. 2008 [Acesso em 20 mar. 2011]; 10(3):686-94. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/v10/n3/v10n3a14.htm

Codes JS, Cohen DA, Melo NA, Santos AB, Codes JJG, Silva Júnior JC, et al. Detecção de doenças sexualmente transmissíveis em clínica de planejamento familiar da rede pública no Brasil. Rev Bras Ginecol Obstet 2002;24(2):201-16.

Bezerra CP, Pagliuca LMF. The experience of sexuality by visually impaired adolescents. Rev Esc Enferm USP 2010;44(3):578-83.

Soares AHR, Moreira MCN, Monteiro LMC. Jovens portadores de deficiência: sexualidade e estigma. Ciênc Saúde Coletiva 2008;13(1):185-94.

Conde AJM. Definindo a cegueira e a visão subnormal. [homepage] Instituto Benjamin Constant; 2005 [Acesso em 18 mar. 2011]. Disponível em: http://www.ibc.gov.br/?itemid=94#more

Polit DF, Beck CT, Hungler BP. Fundamentos de pesquisa em Enfermagem: métodos, avaliação e utilização. 5ª. ed. Porto Alegre; 2004.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 11ª. ed. São Paulo: Hucitec; 2008.

Rodrigues RM. Pesquisa acadêmica: como facilitar o processo de preparação de suas etapas. São Paulo: Atlas; 2007.

Bardin L. Análise de conteúdo. 5ª. ed. Lisboa: Edições 70; 2009.

Moreira MHC, Araújo JNG. Planejamento familiar: autonomia ou encargo feminino? Psicol Estud 2004;9(3):389-98.

Moura GR, Pedro ENR. Adolescentes portadores de deficiência visual: percepções sobre sexualidade. Rev Latino-Am Enferm 2006;14(2):220-6.

Pagliuca LMF, Cezário KG, Mariano MR. Blind men and women' perceptions of the use of illegal drugs. Acta Paul Enferm 2009;22(4):404-11.

Silva CCM, Turatto J, Machado LH. Os deficientes visuais e o acesso à informação. Rev ACB 2002;7(1):9-19.

Maia ACB. Sexualidade e deficiências. São Paulo: UNESP; 2006.

Paula AR, Sodelli FG, Faria G, Gil M, Regen M, Meresman S. Pessoas com deficiência: pesquisa sobre a sexualidade e vulnerabilidade. Temas Desenvolv 2010;17(98):51-65.

Bruns MAT. Sexualidade de cegos. Campinas, SP: Átomo; 2008.

Brasil, Ministério da Saúde. Assistência ao Planejamento Familiar. Brasília: Secretaria executiva de Coordenação de Saúde da Mulher; 1996.

Brasil, Constituição Federal. Lei n. 9.263, de 12 de janeiro de 1996. Trata do planejamento familiar, estabelece penalidades e dá outras providências. 1996 [Acesso em 13 mar. 2011]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9263.htm

Alencar R, Ciosak S, Bueno S. Training of academic nurses: the need to place in the curriculum of the subject of human sexuality Online Brazilian Journal of Nursing [periódico online]. 2010 [Acesso em 2011 March 23]; 9(2). Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/2991

Hatcher RA, Rinehart W, Blackburn R, Geller JS, Shelton JD. Pontos essenciais da tecnologia de anticoncepção. Baltimore: Escola de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins; 2001.

Marchi NM, Alvarenga AT, Osis MJD, Bahamondes L. Opção pela vasectomia e relações de gênero. Cad Saúde Pública 2003;19(4):1017-27.

Carvalho MLO, Schor N. Rejeição a contraceptivos reversíveis. Rev Saúde Pública 2005; 39(5):788-94.