Deaf person's perception on health care in a midsize city: an descriptive-exploratory study

Abstract

This work aims to know deaf person's perception on the health care offered in health services, as well as the difficulties/facilities found in search of assistance. Descriptive-exploratory, qualitative study carried out at the Center of Adolescents and Adults Education (CEJA) in Crato-CE, with a sample of 12 deaf people during June and July 2009 through semi-structured interview, using the Brazilian sign language and interpreter's aid. The following categories were found, representing the main difficulties/facilities presented by the subjects: dependence on the companion; communication process concerning the service and professionals; management of service provision; and professional training. Thus, we found that is necessary to train the professionals and organize the services for the health care of deaf people, promoting autonomy and ensuring adequate assistance in the local services network.

https://doi.org/10.5935/1676-4285.20113210
HTML

References

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo demográfico brasileiro 2000. Rio de Janeiro: IBGE; 2000.

Chaveiro N, Barbosa MA. Assistência ao surdo na área de saúde como fator de inclusão social. Rev Bras Enferm USP 2005;39(4):417-22.

Braga EM, Silva MJP. Comunicação competente – visão de enfermeiros especialistas em comunicação. Acta Paul Enferm 2007;20(4):410-4.

Skliar, Carlos, organizador. A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação; 2005.

Pagliuca LMF, Fiúza NLG, Rebouças CBA. Aspectos da comunicação da enfermeira com o deficiente auditivo. Rev Esc Enferm USP 2007;41(3):411-8.

Chaveiro N, Barbosa MA, Porto CC. Revisão de literatura sobre o atendimento ao paciente surdo pelos profissionais da saúde. Rev Esc Enferm USP 2008;42(3):578-83.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 10ª. ed. São Paulo: Hucitec; 2007.

Góes MCR. Linguagem, surdez e educação. 3ª. ed. Campinas, SP: Autores Associados; 2002.

Chiavenato I. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 2ª. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2005.

Marin CR, Góes MCR. A experiência de pessoas surdas em esferas de atividade do cotidiano. Cad Cedes 2006;26(69):231-49.

Cardoso AHA, Rodrigues KG, Bachion MM. Perception of persons with severe or profound deafness about the communication process during health care. Rev Latino-amer Enferm 2006; 14(4):553-60.

Santos EM, Shiratore K. As necessidades de saúde no mundo do silêncio: um diálogo com os surdos. Rev Eletr Enferm [periódico online]. 2004 [acesso em 13 jun. 2009]; 6(1):68-76. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/revista61/pdf/f7surdos .pdf

Brasil. Decreto n. 5.626 de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS, e o art. 18 da Lei n° 10.098, de 19 de dezembro de 2000. [legislação online]. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 23 dez. 2005. [acesso em 15 dez. 2010]. Disponível em: http://www.presidencia.gov.br

Silva MJP. O papel da comunicação na humanização da atenção à saúde. Bioética 2002; 10(2):73-88.

Brasil, Secretaria de Educação Especial. A educação dos surdos. Brasília: MEC/SEESP; 1997.

Meador HE, Zazove P. Health care interactions with deaf culture. J Am Board Family Practice [periódico online]. 2005 [acesso em 15 jun. 2009]; 18(3):218-22. Disponível em: http://www.jabfm.org/cgi/reprint/18/3/218.pdf

Chaveiro N, Porto CC, Barbosa MA. Relação do paciente surdo com o médico. Rev. Bras Otorrinolaringol 2009;75(1):147-50.

Rosa CG, Barbosa MA, Bachion MM. Comunicação da equipe de enfermagem com deficiente auditivo com surdez severa: um estudo exploratório. Rev Eletr Enf [periódico online]. 2000 [acesso em 15 jun. 2009]; 2(3). Disponível em: http://www.revistas.ufg.br/index.php/fen/article/viewArticle/684/764

Silva MJP. Comunicação tem remédio - a comunicação nas relações interpessoais em saúde. 3ª. ed. São Paulo: Loyola; 2005.

Aragão AEA, Ponte KMA, Pagliuca LMF, Silva MAM, Ferreira AGN, Sousa PCP. Profile of deficient people of a parish in the Diocese of Sobral-Ceará: a quantitative study. Online Brazilian Journal of Nursing [periódico online]. June 2010 [Acesso em 2010 dec 6]; 9(1). Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/2834

Fadel MAV, Regis Filho GI. Percepção da qualidade em serviços públicos de saúde: um estudo de caso. Rev Adm Publica 2009;43(1):0-22.