Online braz j nurs

Hospital services: empowerment of physical disabled people in the construction of spaces available 
Serviços hospitalares: empoderamento das pessoas com deficiência física na construção de espaços acessíveis

Antônia Eliana de Araújo Aragão*, Lorita Marlena Freitag Pagliuca*

* UERJ, RJ, Brazil

Resumo: Estudo descritivo de abordagem qualitativa, ancorado pela Teoria do Empoderamento que tem como objetivo construir espaços acessíveis aos serviços hospitalares na cidade de Sobral - CE, por meio de uma proposta de empoderamento das pessoas com deficiência física. A coleta de informações será realizada junto a oito integrantes da Associação dos Portadores de Necessidades Especiais da Região Norte do Estado do Ceará – APNE no período de julho a outubro de 2009, por meio de seis a oito sessões conduzidas por meio da técnica de grupo focal. Os encontros serão gravados para melhor apreensão das informações. A análise e discussão das informações serão organizadas por meio de categorização. O projeto foi submetido e aprovado pelo comitê de ética em Pesquisa da Universidade Estadual Vale do Acaraú  sob protocolo nº 743/09.

Palavras-chaves: Acesso aos Serviços de Saúde; Serviços Hospitalares; Pessoas com Deficiência.

Situação Problema: No Brasil, no que tange as políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência, em relação ao acesso aos serviços de saúde1 , existem desafios relativos a implementação. Consoante, a experiência acumulada como participante no projeto de Acessibilidade da Pessoa com Deficiência Física e ou / Sensorial aos Serviços de Saúde: estudo das condições físicas e ou de comunicação, financiado pelo Ministério da Saúde, incitou a reflexão acerca da importância do fortalecimento desta população frente à construção de espaços acessíveis aos serviços hospitalares. Frente a este contexto, e na tentativa de rompermos com o modelo biomédico2 , consideramos que a participação da comunidade é condição sine qua non no processo de efetivação das políticas de saúde, destacando o Empoderamento3, compreendido como crescimento e fortalecimento que implicam na ativação do potencial analítico dos indivíduos quanto às suas circunstâncias de vida. Nesta perspectiva, empoderar as pessoas com deficiência para construção de espaços acessíveis, com vistas à autonomia e utilização segura de edificações, incluindo mobiliário e equipamentos urbanos, é garantir os direitos humanos fundamentais.

Objetivos/ questões norteadoras: Objetivo Geral: construir espaços acessíveis aos serviços hospitalares locais, por meio de uma proposta de empoderamento das pessoas com deficiência física. Objetivos Específicos: Registrar as experiências das pessoas com deficiência física nas internações hospitalares; Discutir a legislação sobre pessoa com deficiência física com os sujeitos do estudo; Contribuir para o empoderamento das pessoas com deficiência física para obtenção de espaços acessíveis aos serviços hospitalares.  A partir dos objetivos, questionam-se: Como construir espaços acessíveis para a acessibilidade das pessoas com deficiência física aos hospitais da cidade de Sobral - Ceará?

Metodologia: Trata-se de estudo qualitativo ancorado pela Teoria do Empoderamento. A coleta das informações será realizada no período de julho a outubro de 2009 por meio da técnica de grupo focal. O cenário será a Associação dos Portadores de Necessidades Especiais da Região Norte do Estado do Ceará (APNE) no município de Sobral-CE. Os sujeitos serão oito pessoas com deficiência física integrantes da APNE.  A pesquisadora desempenhará o papel de motivadora, com vistas a estimular o grupo focal a repassar as orientações recebidas aos integrantes da APNE como forma de promover acesso ao conhecimento e possibilitar reflexões sobre a temática discutida no grupo. Durante os grupos focais, os quais serão entre seis a oito encontros, os resultados discutidos nas reuniões servirão de subsídios para as reuniões subseqüentes e o material produzido ficará em posse da pesquisadora, para análise posterior. A análise, discussão e tratamento das informações propiciarão reflexões acerca da Teoria do Empoderamento. O projeto foi submetido e aprovado pelo comitê de ética em Pesquisa da Universidade Estadual Vale do Acaraú  sob protocolo nº 743/09.

Bibliografia de Referência

1-                  Andrade GRB. Grupo de apoio Social no Hospital: o caso do “Lutando para Viver”. Dissertação (Mestrado) Escola Nacional de Saúde Pública, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2001. [cited 2009-06-05].  Available from: http://esclerosemultipla.wordpress.com/2006/08/05/grupo-de-apoio-social-no-hospital-o-caso-do-lutando-para-viver/ 

2-                  Brasil. Coordenadoria Nacional para Interação da Pessoa Portadora de Deficiência - CORDE. Convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência.  [cited 2008-04-05] 2007. Available from: http://www.mj.gov.br/corde/arquivos/pdf/Cartilha%20Convenção%20sobre%20os%20Direitos%20das%20Pessoas%20com%20Deficiência.pdf 

3-                  Zanchetta MS, Leite LC, Perreault M, Lefebvre H. Education and professional strengthening of the community health agent - an ethnography study. Online Brazilian Journal of Nursing [Online], 2005 [cited 2009-06-04] 4(3). Available from: http://www.uff.br/objnursing/index.php/nursing/article/view/35/14 

Dados do projeto: Projeto de Tese do Doutorado do Programa de Pós-Graduação do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Ceará aprovado em 12/01/09. Banca composta pela Profa. Dra. Lorita Marlena Freitag Pagliuca (orientadora), Profa. Dra.Eliany Nazaré Oliveira (1° membro), Profa. Dra. Eucléia Oliveira Vale (2° membro) e Profa. Dra. Joselane Áfio Caetano (suplente). Aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) com número de protocolo 743  

Endereço para correspondência Rua Manoel Pinto Filho, 629, Bairro Ibiapina, Sobral, Ceará (CE), Cep: 62.020530 Brasil; e-mail: antoniaeliana@superig.com.br

Comments on this article

View all comments