Dor na punção arterial do neonato: nota prévia de um estudo comparativo

 

Roberta Tognollo Borotta Uema1, Ieda Harumi Higarashi1

1 Universidade Estadual de Maringá

 

Resumo

Problema: Neonatos internados em unidade de terapia intensiva passam por diversos desafios com uma gama maior de procedimentos necessários à sua sobrevivência, em sua grande maioria, dolorosos. Objetivo: verificar a efetividade da implementação de um bundle para manejo da dor durante a punção arterial no bebê internado em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Método: trata-se de um estudo quase experimental, comparativo do tipo antes e depois, no qual os dados foram coletados por meio de observação não participante das punções, rodas de conversa e aplicação de questionário semiestruturado acerca do tema com os profissionais de enfermagem. Resultados preliminares: A análise preliminar permite afirmar que o bundle pode trazer diminuição dos escores de dor durante a punção arterial, porém a sensibilização dos profissionais ainda é falha e pautada em seu conhecimento subjetivo.

Descritores: Dor; Cuidados de Enfermagem; Unidades de Terapia Intensiva Neonatal.

 

 

INTRODUÇÃO

 

Bebês hospitalizados passam por diversas situações dolorosas e de estresse durante a hospitalização em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), sendo a punção arterial uma constante. O estímulo doloroso agudo no recém-nascido (RN) desencadeia uma resposta global que inclui alterações cardiovasculares, respiratórias, imunológicas, hormonais e comportamentais. As respostas fisiológicas são acompanhadas de reações endócrinas e metabólicas, e podem gerar hiperglicemia, aumentar o catabolismo proteico lipídico e interferir diretamente na homeostase que, em um bebê prematuro, já é precária(1).

Nota-se que quando realiza a punção, a equipe a faz sem planejamento e sem se atentar de que aquele procedimento é doloroso e pode ser realizado de forma que cause menos sofrimento, utilizando-se de recursos farmacológicos e não farmacológicos existentes para diminuir o estresse do bebê e, consequentemente, a dor(1).

Uma proposta de intervenção para minimizar o efeito deletério da dor em curto e longo prazo é a utilização do bundle, um conjunto de quatro a seis intervenções baseadas em evidências científicas que, quando aplicadas em conjunto, apresentaram resultado melhor do que quando aplicadas isoladamente, e impactam de maneira positiva na assistência. O marco teórico Knowledge Translation utiliza essa abordagem participativa para unir a produção e aplicação de um conhecimento científico como o bundle, de forma que este perdure dentro do contexto local e não evapore juntamente com o término da pesquisa(2).

 

OBJETIVO

 

Verificar a efetividade da implementação de um bundle para manejo da dor durante a punção arterial em uma UTIN, baseado no marco teórico Knowledge Translation.

 

MÉTODO

 

Pesquisa de intervenção com característica quase experimental, do tipo antes e depois, prospectivo e longitudinal, de abordagem qualitativa e analítica, realizada em uma UTIN de um hospital privado do noroeste do Paraná. A coleta de dados ocorreu entre outubro de 2018 a setembro de 2019 e foi composta por três fases: Fase I - diagnóstico situacional da unidade estudada e cálculo dos escores de dor durante a punção arterial dos bebês; Fase II: construção do bundle em consonância com as equipes de enfermagem; Fase III: implementação e avaliação do bundle na perspectiva da equipe e sua efetividade nos escores de dor, além da identificação das fragilidades que ocorreram no processo. Foram inclusas todas as punções realizadas em bebês com idade gestacional entre 28 a 41 semanas e 6 dias e que não estivessem sob ventilação mecânica ou em pós-operatório de cirurgia de grande porte. Todos os profissionais de enfermagem foram convidados a participar, exceto os que se encontravam em férias ou atestado. Os escores de dor foram calculados por meio da escala perfil de dor do recém-nascido prematuro e a anuência expressa dos participantes se deu mediante assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Todos os preceitos éticos preconizados pela Resolução n° 466/2012, do Conselho Nacional de Saúde, foram respeitados, e a confidencialidade das informações será garantida mediante codificação dos sujeitos e instituição. O estudo foi aprovado por comitê de ética em pesquisa com seres humanos, com Parecer nº 2.680.438 e Certificado de Apresentação para Apreciação Ética nº 89368518.0.0000.0104.

 

 

RESULTADOS PRELIMINARES

 

No que tange ao manejo da dor durante a punção arterial e ao conhecimento prévio dos profissionais acerca do tema, constataram-se muitas discrepâncias entre o que foi observado e o que foi descrito pela equipe; ademais, verificou-se escores de dor muito altos na fase I. Foram realizadas, então, discussões sobre o tema e uma capacitação pela pesquisadora, com uso de um quadro explicativo construído por ela, que resultou na eleição de quatro itens, pelos profissionais, que comporiam o bundle. Este se tornou um lembrete a ser anexado à incubadora, previamente à punção arterial. Na fase III, o bundle foi utilizado no período da manhã, e sua efetividade foi analisada novamente por meio da observação não participante das punções arteriais e cálculo do escore de dor. Verificou-se que a dor ainda existia, porém numa intensidade menor, pois o escore encontrado foi mais baixo. O bundle enquanto tecnologia leve pode contribuir para o desenvolvimento de uma prática mais responsável, pautada em evidências e que sabidamente diminuem o desconforto sentido pelos bebês. Ressalta-se que houve dificuldades durante o processo, como a falta de apoio da coordenação da unidade; alta rotatividade da equipe de enfermagem; bebês com longo período de internação e gravidade, que foram automaticamente excluídos do estudo; e resistência por parte da equipe em testar novas rotinas. Apesar dos problemas descritos, infere-se que o bundle auxiliou na diminuição dos escores de dor, corroborando com a hipótese inicial das pesquisadoras.

 

REFERÊNCIAS

1. Rebelato CTC, Stumm F. Analysis of pain and free cortisol of newborns in intensive therapy with therapeutic procedures.  BrJP [Internet]. 2019 [cited 2020 10 Abr]; 2(2):159-65. Avaliabe from:  http://www.scielo.br/pdf/brjp/v2n2/2595-0118-brjp-02-02-0159.pdf   Doi: 10.5935/2595-0118.20190029

 

2. Sturke R, Harmston C, Simonds RJ, Mofenson LM, Siberry GK, Watts DH, et al. A Multi-Disciplinary Approach to Implementation Science: The NIH-PEPFAR PMTCT Implementation Science Alliance. J Acquir Immune Defic Syndr [Internet]. 2014 Nov [cited 2019 Oct 13] 1;67 Suppl 2:S163-7. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25310124      Doi:10.1097/QAI.0000000000000323

 

 

 

Roberta Tognollo Borotta Uema foi responsável pela elaboração do projeto de pesquisa, coleta de dados, análise dos resultados e escrita do manuscrito. Ieda Harumi Higarashi foi orientadora do estudo, auxiliou na análise dos resultados e versão final do manuscrito.

Todos os autores participaram das fases dessa publicação em uma ou mais etapas a seguir, de acordo com as recomendações do International Committe of Medical Journal Editors (ICMJE, 2013): (a) participação substancial na concepção ou confecção do manuscrito ou da coleta, análise ou interpretação dos dados; (b) elaboração do trabalho ou realização de revisão crítica do conteúdo intelectual; (c) aprovação da versão submetida. Todos os autores declaram para os devidos fins que são de suas responsabilidades o conteúdo relacionado a todos os aspectos do manuscrito submetido ao OBJN. Garantem que as questões relacionadas com a exatidão ou integridade de qualquer parte do artigo foram devidamente investigadas e resolvidas. Eximindo, portanto o OBJN de qualquer participação solidária em eventuais imbróglios sobre a matéria em apreço. Todos os autores declaram que não possuem conflito de interesses, seja de ordem financeira ou de relacionamento, que influencie a redação e/ou interpretação dos achados. Essa declaração foi assinada digitalmente por todos os autores conforme recomendação do ICMJE, cujo modelo está disponível em http://www.objnursing.uff.br/normas/DUDE_final_13-06-2013.pdf

 

 

Recebido: 15/10/2019

Revisado: 17/04/2020

Aprovado: 17/04/2020





 

The articles published in Online Brazilian Journal of Nursing are indexed, classified, linked, or summarized by:

 

Affiliated to:

Sources of Support:

 Visit us:

   

 

The OBJN is linked also to the main Universities Libraries around the world.

Online Brazilian Journal of Nursing. ISSN: 1676-4285

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons:Noncommercial-No Derivative Works License.