Work process of the health teams: therapeutically perspective. Preview note
Processo de trabalho das equipes de saúde: perspectiva terapeutica. Nota prévia

Cardoso, Glauco B. *; Abrahão, Ana Lucia*,

*Mestrado Profissional Enfermagem Assistencial, RJ, UFF

 

Abstract .This is a research Project of the Pos-graduation Program Strictu Senso – Professional Master’s Degree – Assistant Nursing – of the Aurora de Afonso Costa Nursing Scholl/UFF, Niterói/Rio de Janeiro. The aim of this study is: to describe and to analyze the working process put into practice by the health care team in a public health care establishment. It is a qualitative study which has the purpose of presenting proposals for changes in the quality of the hospital’s attendance, through specific actions of the health care team.

Keywords Professional-Patient Relations; nurse-patient relations; hospitalization

Resumo: Este estudo constitui um projeto de pesquisa do Programa de Pós-graduação Strictu Senso Mestrado Profissional Enfermagem Assistencial, da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa/UFF, Niterói/Rio de Janeiro. Tendo como objetivo descrever e analisar o processo de trabalho, realizado pela equipe de enfermagem em um estabelecimento público de saúde. Trata-se de uma pesquisa de base qualitativa com o uso da técnica do sósia, devedora da ergologia, de Yves Clot, além do fluxograma analisador uma ferramenta própria do planejamento em saúde. Como resultado, a propostas inseri-se em mudanças na qualidade do atendimento hospitalar, através de ações específicas voltadas para a equipe de enfermagem.

Palavras-chave: Relacionamento paciente-profissional, relacionamento enfermeira-paciente, hospitalização.

 

Situação problema

Sempre nos chamou à atenção a dificuldade com que os profissionais de saúde, tem de se comunicar e se relacionar com os clientes e seus familiares. Nos parece que criar barreiras ao relacionamento, buscando a formalidade e a execução de protocolos técnicos seria, por um lado, uma forma de exibir o seu poder, por outro, uma forma de proteção a que os profissionais recorrem como mecanismo de defesa para se manterem no controle da situação, evitando assim a possibilidade de invasão sentimental. Se usarmos o conceito de eficiência e eficácia, onde eficiência significa fazer um trabalho correto, sem erros e de boa qualidade e eficácia fazer um trabalho que atinja totalmente um resultado esperado, poderíamos afirmar que os relacionamentos entre os profissionais de saúde e o cliente são, na maioria das vezes, eficientes, mas não eficazes. O profissional é capaz de fazer um procedimento tecnicamente correto, com poucos erros e, portanto neste padrão de muito boa qualidade, no entanto a criação de vínculo, de uma relação que atinge outros padrões de qualidade, não é alcançada, portanto podemos considerar que o processo é ineficaz, apesar de eficiente.

Na área de saúde, é fundamental saber lidar com gente. Pelos corredores dos hospitais, nos ambulatórios, salas de emergência e leitos de pacientes, surgem conflitos originados de uma atitude não-compreendida ou mesmo de uma reação inesperada. Isto acontece porque o profissional da área de saúde tem como base do seu trabalho as relações humanas, sejam elas com o paciente ou com a equipe multidisciplinar. Assim, não se pode pensar na ação profissional sem levar em conta a importância do processo comunicativo nela inserido.

Objetivo

Descrever e analisar o processo de trabalho, realizado pela equipe de enfermagem saúde em um estabelecimento público de saúde.

Aspectos metodológicos

Utilizaremos a metodologia qualitativa por considerarmos ser esta a mais adequada para compreender as diversas dimensões nas atividades de trabalho e interação, dos profissionais de saúde. 4

Utilizaremos como referencial metodológico às instruções do sósia. (1) No deslocamento do sósia, um dos objetivos principais é a formalização das potencialidades elaborativas próprias à descrição do trabalho, considerando que essa descrição assenta em propriedades particulares da narração escrita e oral.

A técnica do sósia é proveniente da ergologia, (2) entretanto faremos uma adaptação ao método, que consiste em propor a um grupo de trabalho em acompanhamento que cada participante, a seu turno e em diferentes momentos, descreva, para o analista do trabalho que procede à intervenção, uma jornada de trabalho ou uma seqüência da atividade profissional, respeitando a instrução do sósia (“Suponha que amanhã eu o substitua no seu trabalho. Quais são as instruções que você deverá me passar para que ninguém perceba a substituição?”). Na continuidade do procedimento, delimita-se uma seqüência de trabalho para ser focalizada nos detalhes de como fazer e não de por que fazer, visando a aumentar o conhecimento do profissional sobre o valor de sua atividade. O analista funciona, portanto, como o sósia. O encontro é registrado em áudio e, em um segundo encontro, confrontado com a instrução.

Utilizaremos, ainda uma outra ferramenta metodológica, o fluxograma analisador para investigar o modelo de atendimento em uma unidade de internação. Faremos o acompanhamento de uma linha de cuidado a partir de um paciente, desde sua internação, tratamento e alta hospitalar. Vamos restringir o nosso local de análise a unidade de Doenças Infecto Parasitárias (DIP).

O “fluxograma analisador” se constitui num instrumento de análise, que interroga os “para que”, os “que” e os “como” dos processos de trabalho, e ao mesmo tempo revela a maneira de governá-lo. A idéia de se operar com instrumentos de natureza analítica apóia-se na proposta de que a construção de tecnologias que operem com processos auto-analíticos, conseguiria identificar o desenho do processo de trabalho, e a partir disso analisar os problemas e os pontos positivos do mesmo, terminando por elaborar propostas para superação de possíveis dificuldades. 5

Bibliografia

  1. Clot, Y. Le travail, activit~e dirigée. Contribuition à une analyse psychologique de l´action – habilitation à diriger des recherches.Universidade de Paris VIII, 1997. Mimeogr.

  2. Sobral V, Silveira F, Tavares C, Santos I, Garcia A. The social and poetical care with the subjects of research - in the memory remains what it means. Online Brazilian Journal of Nursing [online]  2003 Agosto 2 (2) Disponível em: URL: www.uff.br/nepae/objn202sobraletal.htm 

  3. Minayo, M.C de S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo – Rio de janeiro, HUCITEC – ABRASCO, 1992.

  4. Merhy, E. E. Em busca do tempo perdido: a micropolítica do trabalho vivo em saúde In: MERHY, E.E. & ONOCKO, R. (Orgs.) Agir em Saúde: um desafio para o público. São Paulo: Hucitec, 1997a.

Apoio financeiro a pesquisa: Universidade Federal Fluminense
Endereço para correspondência: Rua Antonio Parreiras, 15 ap. 1402 – Boa viagem – Niterói/RJ – CEP: 24.210.320

Dados do projeto

Projeto de dissertação do Programa de Mestrado Profissional de Enfermagem Assistencial da Escola de Enfermagem Aurora Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense. Aprovado em 21/07/2006 pela banca composta por: Profª Drª Ana Lúcia Abraão da Silva, Profª Drª Marilda Andrade, Profª Carla, suplente Profª Drª Fátima Helena do Espírito Santo.

Aprovação no CEP CMM/HUAP em 18/07/2006 Nº do parecer 085/06

 

Recebido: Oct 14th, 2006

Aceito: Oct 14th 2006





 

The articles published in Online Brazilian Journal of Nursing are indexed, classified, linked, or summarized by:

 

Affiliated to:

Sources of Support:

 Visit us:

   

 

The OBJN is linked also to the main Universities Libraries around the world.

Online Brazilian Journal of Nursing. ISSN: 1676-4285

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons:Noncommercial-No Derivative Works License.