5222pt

NOTAS PRÉVIAS

 

Avaliação da longitudinalidade nos serviços de atenção primária à saúde: estudo transversal

 

Marciane Kessler1, Suzinara Beatriz Soares de Lima1, Teresinha Heck Weiller1, Luis Felipe Dias Lopes1, Thaís Dresch Eberhardt1, Rhea Silvia de Avila Soares1

1Universidade Federal de Santa Maria

 


RESUMO
Objetivo: Avaliar a presença e a extensão da longitudinalidade na atenção primária à saúde (APS) de uma Regional de Saúde do Rio Grande do Sul.
Método: Estudo transversal com 1065 usuários adultos, 1061 cuidadores de crianças e 247 profissionais da APS, com amostra definida por meio de cálculo amostral e amostragem por conveniência. Incluem-se usuários adultos e cuidadores de crianças e profissionais de saúde atuantes no serviço há seis meses. Serão excluidos usuários de primeiro acesso junto à unidade e que não podem responder. A coleta de dados será realizada por meio do instrumento Primary Care Assessment Tool, com respostas em escala de Likert.
Resultados esperados: Conhecer a qualidade da APS no aspecto da longitudinalidade, utilizando a avaliação como ferramenta para reorganizar e melhorar estes serviços.
Implicações para a saúde: Promover a melhoria e eficiência da atenção continuada, assistência e a relação interpessoal entre usuários e serviços de saúde.
Descritores: Enfermagem; Gestão em Saúde; Atenção Primária à Saúde; Avaliação de Serviços de Saúde; Continuidade da Assistência ao Paciente.


 

SITUAÇÃO-PROBLEMA E SUA SIGNIFICÂNCIA

A avaliação da qualidade constitui uma importante ferramenta para a reorganização e melhoria dos serviços de saúde, permitindo subsidiar tomada de decisão, planejamento e gestão(1), além de possibilitar o monitoramento da qualidade, eficácia, eficiência e resolutividade(2).

Para realizá-la, diferentes métodos e instrumentos podem ser utilizados. Neste contexto, destaca-se o Primary Care Assessment Tool (PCATool), que objetiva medir a presença e a extensão de quatro atributos essenciais da Atenção Primária em Saúde (APS)(3), entre eles a longitudinalidade.

A longitudinalidade é uma fonte regular de cuidados e/ou continuada de atenção e sua utilização ao longo do tempo, com a presença de relação interpessoal de confiança entre os usuários e profissionais de saúde(3).

 

QUESTÃO DE PESQUISA

Qual a qualidade dos serviços da APS, na perspectiva da longitudinalidade, da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4º CRS) do Estado do Rio Grande do Sul (RS)?

 

OBJETIVOS

O objetivo geral é avaliar a presença e extensão da longitudinalidade na APS nos municípios pertencentes à 4º CRS/RS. Os objetivos específicos são:
a) Caracterizar os usuários da APS dos municípios pertencentes à 4º CRS/RS;
b) Avaliar a longitudinalidade na atenção à saúde do adulto, criança e profissional;
c) Avaliar a longitudinalidade nos serviços da APS – Unidade Básica de Saúde (UBS) Tradicional, UBS Mista e Estratégia de Saúde da Família (ESF);
d) Verificar a influência de variáveis sociodemográficas nos escores da longitudinalidade e presença ou não de variáveis confundidoras.

 

MÉTODO

Trata-se de uma pesquisa transversal a ser realizada nos serviços de APS dos 32 municípios de abrangência da 4ª CRS/RS. O tamanho da amostra foi definido por meio de cálculo amostral, com base na estimativa da média populacional (adultos, cuidadores e profissionais). Dessa forma, serão entrevistados 1.065 usuários adultos, 1.061 usuários cuidadores de crianças e 247 profissionais de saúde da APS. Para a amostragem dos entrevistados e das unidades de APS será utilizado o método não probabilístico de conveniência.

Serão incluídos adultos maiores de 18 anos e cuidadores ou responsáveis legais de crianças usuários da APS e profissionais de saúde de nível superior do quadro efetivo, atuantes no serviço de saúde pesquisado há, pelo menos, seis meses. Excluem-se usuários adultos e cuidadores ou responsáveis legais de crianças em que seja primeiro acesso junto à unidade, que não possuem condições de saúde cognitiva para responder ao instrumento de pesquisa e profissionais em período de férias, atestado de saúde ou afastamento do trabalho no período de coleta de dados.

A coleta de dados será feita de janeiro a junho de 2015, por meio do instrumento PCATool. A avaliação da longitudinalidade realiza-se por meio dos componentes Grau de Afiliação e Longitudinalidade do PCATool Versão Criança e Adulto; e componente da longitudinalidade do PCATool Versão Profissional. As respostas são em escala de Likert, que apresenta variáveis qualitativas ordinais, as quais serão transformadas em variáveis quantitativas contínuas para a análise dos dados. Assim, calcula-se um escore final para o atributo da longitudinalidade da APS variando de 1 a 4 (escore mínimo: 1 e escore máximo: 4) e transformado para uma escala de 0 a 10 (baixo escore < 6,6 e alto escore ≥ 6,6).

Os dados serão coletados a partir do programa Epi Info versão 7.0, por meio de tablet e transferidos para o Microsoft Office Excel 2013, em seguida para o Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 17.0 for Windows, em que será realizada a análise dos dados. Mediante capacitação, mestrandos de enfermagem integrantes do projeto de pesquisa farão a coleta.

Para a análise dos dados, será calculada média e mediana como medidas de posição central; desvio-padrão, variância e coeficiente de variação como medidas de dispersão, levando em consideração a simetria da distribuição dos dados. A distribuição de normalidade das variáveis será avaliada pelo Teste de Kolmogorov-Smirnov. Em seguida serão usados testes paramétricos ou não paramétricos para comparação de médias, de acordo com a distribuição de normalidade das variáveis. Será utilizada a Regressão de Poisson com variância robusta, para verificação das variáveis associadas a possíveis altos escores e influência de variáveis confundidoras. Para as análises estatísticas, considera-se nível de significância de 5%.

Os preceitos éticos baseiam-se na Resolução nº 466/2012. Este estudo é oriundo de um projeto matricial intitulado “PCATool: avaliação da atenção primária na 4ª CRS/RS” aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFSM.

 

REFERÊNCIAS

1. Chaves LDP, Tanaka OY. Nurses and the assessment in health system management. Rev Esc Enferm USP [ Internet ]. 2012 [ Cited 2014 Ago 16 ]46(5):1274-78. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v46n5/en_33.pdf

2. Santo CCE, Gonçalves TC, Gomes AMT, Oliveira DC de. Evaluation of the health public system from its users: memories and social representations study. Online braz j nurs [ Internet ]. 2010 [ Cited 2015 Jun 18 ] 9(3):01-13. Available from: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-42852010000300007

3. Shi L, Starfield B, Xu J. Validating the Adult Primary Care Assessment Tool. J Fam Practice [ Internet ]. 2001 [ Cited 2014 Oct 10 ] 50(2): 161-75.  Available from: http://www.jhsph.edu/research/centers-and-institutes/johns-hopkins-primary-care-policy-center/PCAT%20pubs/Shi%202001.pdf

 

 

Todos os autores participaram das fases dessa publicação em uma ou mais etapas a seguir, de acordo com as recomendações do International Committe of Medical Journal Editors (ICMJE, 2013): (a) participação substancial na concepção ou confecção do manuscrito ou da coleta, análise ou interpretação dos dados; (b) elaboração do trabalho ou realização de revisão crítica do conteúdo intelectual; (c) aprovação da versão submetida. Todos os autores declaram para os devidos fins que são de suas responsabilidades o conteúdo relacionado a todos os aspectos do manuscrito submetido ao OBJN. Garantem que as questões relacionadas com a exatidão ou integridade de qualquer parte do artigo foram devidamente investigadas e resolvidas. Eximindo, portanto o OBJN de qualquer participação solidária em eventuais imbróglios sobre a materia em apreço. Todos os autores declaram que não possuem conflito de interesses, seja de ordem financeira ou de relacionamento, que influencie a redação e/ou interpretação dos achados. Essa declaração foi assinada digitalmente por todos os autores conforme recomendação do ICMJE, cujo modelo está disponível em http://www. objnursing.uff.br/normas/DUDE_final_13-06-2013.pdf

 

 

Recibido: 12/05/2015
Revisado: 17/06/2015
Aprobado: 17/06/2015

 

 





 

The articles published in Online Brazilian Journal of Nursing are indexed, classified, linked, or summarized by:

 

Affiliated to:

Sources of Support:

 

The OBJN is linked also to the main Universities Libraries around the world.

Online Brazilian Journal of Nursing. ISSN: 1676-4285

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons:Noncommercial-No Derivative Works License.