Cover Image

Literature review on neonatal pain - OBJN club journal

Flavia Oliveira Rocha, Isabel Cristina Fonseca da Cruz

Abstract


The  literature review about the neonatal pain presents for nurses summaries and comments about articles published recently that represent present aspects from the area of high complexity as neonatal care. The objective is identify the scientific literature of nursing and its aplicability to the practice.  The methodology utilizesresearch computer and/or manual bibliography. 


Keywords


Newborn; Pain; Nursing.

References


Closs JS, Briggs M, Everitt VE. Implementation of research findings to reduce postoperative pain at night. International Journal of Nursing Studies. 1999 Mar; 36 (7): 21-31.

Gibbins S et al. Efficacy and safety of sucrose forprocedural pain relief in preterm and term neonates. Nursing Research. 2002 Nov; 51 (6): 375-81.

Gouveia PMC, Santos AS, Neman F. A Enfermeira e a percepção da Dor em recém-nascido. Nursing. 2003 Ago; 63 (6): 33-6.

Guisnburg R, Balda RC. Dor em Neonatologia. Revista Técnica Científica de Enfermagem,. 2003 May; 1 (3): 209-17.

Merkel S et al. Pain Assessment in infant and young children: The FLACC scale. American Journal of Nursing. 2003 Oct; 102 (10): 55-7.

Pimenta CAM et al. Controle da dor no pós-operatório. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2001 Jun; 35 (2): 180-3.

Rossato LM, Angelo M. Utilizando instrumentos para avaliação da percepção da dor em pré-escolares face a procedimento doloroso. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 1999 Sept; 23 (3): 236-29.

Setz VG et al. Avaliação e Intervenção para o alívio da dor da criança hospitalizada. Acta Paulista de Enfermagem. 2001 May; 14 (2): 55-64.

Stromberg TV et al. Road to excellence in pain management: research, outcomes and directiont. Journal of Nursing Care Quality. 2002 Oct; 17 (1): 15-26.

Vila VSC, Mussi FC. O alívio da dor de pacientes no pós-operatório na perspectiva de enfermeiro de um Centro de Terapia Intensiva (CTI). Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2001 Aug; 35 (3): 300-7.

Bernardo CLE.Dor na criança em terapia intensiva: Enfermagem no CTIP. São Paulo: Rocca; 1998.p. 15-25.

Caldas LMR. Um dia na Uti pediátrica: Uma análise crítica. Revista Alternativa de Enfermagem.1997 Apr; 1 (5): 22-26.

Cruz ICF. The implementation of the nursing process methodology: problems and perspectives. Online Braz J Nurs [internet] 2002 [cited 2003 apr 8]; 1 (1). Available from: www.uff.br/nepae/objn101cruz.htm

Guedes AG. Tocando o bebê com cuidado - O conforto como terapêutica de enfermagem: um estudo sobre representação da equipe de enfermagem. [dissertação] Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; 2000.

Guedes AG, Pinto IC, Vargens LMC. Perspectiva de enfermagem: Como dói a dor do recém-nascido. [dissertação] Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; 1999.

Guinsburg R. Avaliação e tratamento da dor no recém-nascido. Jornal de Pediatria. 1999 May; 3: 149-160.

Guinsburg R. Abordagem não farmacológica da dor do recém-nascido. XVII Congresso Brasileiro de Perinatologia. Florianópolis; 2001.

Guinsburg R. Linguagem de dor no recém-nascido. 3ª Simpósio Internacional de Dor. São Paulo; 1997.

Guinsburg R. Dor física e Dor psíquica. Revista Pediatria Moderna. 1994 Jun; 3 (3): 440-43.




DOI: https://doi.org/10.17665/1676-4285.20044901