v12sup 4534pt

NOTAS PRÉVIAS

 

A preceptoria na Estratégia Saúde da Família: estudo descritivo exploratório

 

Flávia de Jesus Ribeiro Chagas1, Donizete Vago Daher1
 
1Universidade Federal Fluminense

 


RESUMO
Originado do projeto de dissertação vinculado ao programa de Mestrado Profissional em Ensino na Saúde da Universidade Federal Fluminense, este estudo busca refletir sobre a prática da preceptoria realizada por enfermeiros na Estratégia Saúde da Família (ESF) do município de Itaboraí, RJ.
Objetivos: Conhecer as percepções de preceptores sobre a ESF como cenário de formação profissional; Identificar as potencialidades e as limitações de preceptores no processo de formação de enfermeiros na ESF; Analisar as estratégias apropriadas pelos preceptores para reorientar a prática de formação; Propor oficina de capacitação e sensibilização para enfermeiros preceptores com propósito de qualificar a formação nos e para os serviços.
Método: Trata-se de um estudo descritivo exploratório, de abordagem qualitativa, realizado por meio de entrevista e observação participante com enfermeiros que atuam ou atuaram como preceptores de graduandos de enfermagem.
Descritores: Tutoria; Enfermagem; Programa Saúde da Família; Atenção Primária à Saúde.


 

SITUAÇÃO PROBLEMA E SUA SIGNIFICÂNCIA

A Estratégia Saúde da Família (ESF) foi proposta em 1994 pelo Ministério da Saúde com o objetivo de reorientar o modelo assistencial, sendo este operacionalizado por equipes multiprofissionais, em territórios de atuação delimitados, priorizando o atendimento integral do indivíduo e tendo como principais ações a promoção e prevenção em saúde. A relevância deste cenário na formação do futuro profissional de saúde evidencia-se por possibilitar inserir o graduando no contexto político-social, pois, nas comunidades, percebe-se a historicidade de cada aspecto da vida humana, desde o simples ato de se alimentar até as práticas cotidianas de cuidado à saúde(1). Assim, a preceptoria voltada ao ensino em situações reais do próprio ambiente de trabalho é indissociável da prática dos serviços. O preceptor torna-se, neste contexto, o principal elo entre o ensino e o serviço, entre a teoria e a prática. Estudos comprometidos com o desenvolvimento e a construção de consciência crítica e formação técnico-científica em conexão com a realidade do sistema brasileiro de saúde devem ser inseridos no cotidiano da formação em saúde. Deste modo, a preocupação de introduzir na agenda a discussão sobre o papel social e político do profissional do serviço na formação deve ser constante, tal qual a necessidade de se criar conexões fortes que favoreçam a permeabilidade entre os saberes e o trânsito entre o ir e vir das informações(2). Como partícipe ativo do processo ensino-aprendizagem, os preceptores buscam refletir sobre as dimensões de sua prática profissional e potencializar sua formação pedagógica. Entendendo a relevância do preceptor na ESF para a formação que contemple as diretrizes do SUS, elegeu-se como objeto: O exercício da preceptoria de enfermeiros na ESF do município de Itaboraí.

 

QUESTÕES NORTEADORAS

Qual a percepção do preceptor sobre a ESF como cenário de formação do enfermeiro? Que potencialidades e limitações são encontradas pelos preceptores em sua prática de formação de enfermeiros nos cenários da ESF?
Quais as estratégias são apropriadas por este profissional para desenvolver suas atividades como preceptor?

 

OBJETIVOS

Geral

Conhecer as percepções de preceptores sobre a ESF como cenário de formação profissional.


Específicos

Identificar as potencialidades e as limitações de preceptores no processo de formação de enfermeiros na ESF;
Analisar as estratégias apropriadas pelos preceptores para reorientar a prática de formação;
Propor oficina de capacitação e sensibilização para enfermeiros preceptores com propósito de qualificar a formação nos e para os serviços.

 

MÉTODO

A pesquisa descritiva exploratória com abordagem qualitativa trabalha com o universo dos significados, dos motivos, das aspirações, das crenças, dos valores e das atitudes. E esse conjunto de fenômenos humanos é entendido como parte da realidade social, pois o ser humano se distingue não só por agir, mas por pensar sobre o que faz e por interpretar suas ações dentro e a partir da realidade vivida e partilhada com seus semelhantes(3). O estudo será desenvolvido no município de Itaboraí, RJ, pertencente à região Metropolitana II que conta com 70% de cobertura pela ESF, mediante 44 equipes. Os sujeitos de estudo serão os enfermeiros preceptores da ESF deste município. Como critério de inclusão estabeleceu-se: ser enfermeiro que atua ou que tenha atuado nos últimos 12 anos como preceptor na ESF deste município e; como critério de exclusão: enfermeiro que atua em atividades de gestão. Todos serão questionados sobre a disponibilidade para participar do estudo e serão convidados a assinar o termo de consentimento livre e esclarecido. O estudo será realizado no segundo semestre de 2013, por meio de um trabalho de campo com aplicação de entrevistas semiestruturadas e observação participante, utilizando-se de um roteiro construído pelos pesquisadores e submetido a teste piloto. Após a coleta dos dados será iniciada a análise das entrevistas e da observação com a exploração e a descrição dos dados por meio da análise temática de conteúdo. O estudo foi enviado ao Comitê de Ética da Pesquisa no dia 27/08/2013, aguardando aprovação. 

 

REFERÊNCIAS 

1. Barreto VHL, Monteiro ROS, Magalhães GSG, Almeida RCC, Souza LN. Papel do preceptor da atenção primária em saúde na formação da graduação e pós-graduação da Universidade Federal de Pernambuco – um Termo de Referência. Rev bras educ méd. 2011; 35 (4): 578-83.

2. Cezario JEP, Daher DV. Partnership between education and the workplace for the development of new nurses: an exploratory study. Online braz j nurs [ Internet ]. 2012 Oct [ cited 2013 Sept 5 ] 11 (2):492-5. Available from: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/3955. doi: http://dx.doi.org/10.5935/1676-4285.2012S018

3. Minayo MCS, organizadora. Pesquisa Social: teoria, metodologia e criatividade. 31. ed. Petrópolis: Vozes; 2012.

 

 

DADOS DO PROJETO
Projeto de Dissertação submetido ao Programa de Mestrado Profissional em Ensino na Saúde da Universidade Federal Fluminense.

 

 

Recebido: 01/09/2013
Revisado: 04/09/2013
Aprovado: 06/09/2013