v12 sup 4499pt

NOTAS PRÉVIAS

 

Bundle para manuseio do cateter venoso central: pesquisa exploratória e descritiva

 

Keila Calil1, Zenith Rosa Silvino1, Geilsa Soraia Cavalcanti Valente1

1Universidade Federal Fluminense

 


RESUMO
Trata-se de um projeto de dissertação do Programa de Mestrado Profissional Enfermagem Assistencial.
Objetivos: Identificar na literatura as evidências científicas para prevenção de Infecção Primária de Corrente Sanguínea (IPCS) em pacientes em uso de Cateter Venoso Central (CVC); elaborar padrões e critérios a partir das evidências científicas para avaliação das ações de enfermagem com vistas à prevenção dessas infecções e; construir um bundle para manuseio do CVC com vistas à prevenção de IPCS.
Método: Pesquisa exploratória descritiva com abordagem quantiqualitativa a partir das evidências científicas nacionais e internacionais.
Descritores: Infecções Relacionadas a Cateter; Programa de Controle de Infecção Hospitalar; Enfermagem; Avaliação de Processos (Cuidados de Saúde).


 

SITUAÇÃO PROBLEMA E SUA SIGNIFICÂNCIA

O objeto deste estudo são as evidências científicas para a prevenção de Infecção Primária de Corrente Sanguínea (IPCS) em pacientes em uso do Cateter Venoso Central (CVC).

A IPCS representa um dos principais problemas da assistência à saúde, com consequente impacto na morbidade e mortalidade dos pacientes, principalmente, daqueles que, em decorrência da gravidade de sua doença, necessitam de um CVC(1).

Dados internacionais mostram que em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) 48% dos pacientes necessitam de CVC, totalizando 15 milhões de cateter/dia por ano. A densidade de incidência é de 5,3 infecções relacionadas ao cateter para cada 1000 cateter/dia(2).

A mortalidade atribuível a tais infecções é de aproximadamente 18%, sendo assim, ocorrem 14 mil óbitos ao ano em decorrência de infecções relacionadas ao cateter. Contudo, há relatos de 28 mil óbitos/ano(2).

Ressalta-se que as infecções de corrente sanguínea adquiridas no hospital prolongam o tempo de internação, em média, por sete dias e os custos atribuíveis a esses eventos são estimados entre 3.700,00 a 29.000,00 dólares(2).

Em face aos dados apresentados, pode-se afirmar que os cuidados nos serviços de saúde não são tão seguros quanto o esperado pelos usuários e familiares. Este fato está demostrado na publicação do livro "Errar é Humano: construindo um sistema de saúde seguro", que despertou nos Estados Unidos e em todo o mundo uma preocupação com a "Segurança do Paciente".

Sabe-se que a equipe de enfermagem tem muito a contribuir para a reversão ou amenização deste panorama, uma vez que as ações direcionadas à prevenção dessas infecções fazem parte de suas atribuições.

Com vistas a garantir a segurança do paciente com enfoque na redução da incidência e da gravidade das Infecções relacionadas à Assistência à Saúde (IrAS), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) vem desenvolvendo diretrizes e normas, e estabeleceu, em 2010, a meta nacional para reduzir em 30% a densidade de incidência de IPCS em pacientes em uso de CVC(3).

Neste sentido, orienta que cada estabelecimento de saúde deverá reavaliar as práticas assistenciais prestadas aos pacientes e implantar um programa de redução de infecção de acordo com suas características, a partir da utilização de bundles(3).

O bundle se apresenta como uma estratégia de intervenção com medidas simples e eficazes, que possibilita repensar a assistência dedicada aos pacientes em uso do CVC, proporcionando qualidade à prática do cuidado de enfermagem.

O bundle se constitui por umgrupo de boas práticas (três a seis processos), as quais são estabelecidas cientificamente e referem-se a uma determinada patologia. Individualmente, resultam em melhoria do cuidado e quando implementadas juntas apresentam um resultado ainda melhor. Essas práticas são agrupadas, apresentadas para uma equipe de cuidado, a qual deve cumprir os critérios do bundle(2).

A partir da Vigilância Epidemiológica das Infecções Hospitalares é possível identificar e definir os casos de IPCS em pacientes em uso do CVC, surgindo a necessidade de avaliar os processos de trabalho relacionados aos resultados dos cuidados com o intuito de melhorar e/ou redirecionar a qualidade da assistência à saúde. Neste contexto, surgem os seguintes questionamentos: quais são as recomendações estabelecidas pelas diretrizes nacionais e internacionais para prevenção de IPCS em pacientes em uso do CVC? Quais os padrões e critérios para avaliar a execução de ações de enfermagem para prevenção de IPCS em pacientes em uso do CVC, por meio de um bundle?

Assim, esta pesquisa tem como objetivo geral construir um bundle para manuseio do CVC com vistas à prevenção de IPCS e como objetivos específicos, têm-se: identificar na literatura as evidências científicas para prevenção de IPCS em pacientes em uso do CVC e; elaborar padrões e critérios a partir das evidências científicas para avaliação das ações de enfermagem com vistas à prevenção dessas infecções.

 

MÉTODO

Pesquisa exploratória e descritiva com abordagem quantiqualitativa em que se buscarão as evidências científicas nas bases de dados nacionais e internacionais, nos últimos cinco anos, sobre a prevenção de IPCS em pacientes que usam CVC para que se possa estabelecer os padrões e critérios para elaboração do bundle, de acordo com o contexto profissional de atuação de uma das autoras.

A busca será efetuada na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) e na US National Library of Medicine Nacional Institutes of Health (PubMed), no segundo semestre de 2013, a partir dos descritores: Infecções Relacionadas à Cateter; Programa de Controle de Infecção Hospitalar; Enfermagem; Avaliação de Processos (Cuidados de Saúde). Após a seleção, os achados serão organizados e analisados pelo quantitativo de produção no Brasil e no mundo, e, posteriormente, seus conteúdos serão discutidos a partir de categorias temáticas.

Por se tratar de informações de domínio público e por não envolverem seres humanos na coleta de dados, não haverá necessidade de submissão ao Comitê de Ética em Pesquisa, conforme indicação do Conselho Nacional de Saúde.

 

REFERÊNCIAS

1. Andrade MR, Silva HG, Oliveira BGRB, Cruz ICF. Risk of infection in central venous catheter: review study to nursing care. Online braz j nurs [ Internet ]. 2010 [ cited 2013 Jan 12 ] 9 (2): [ about 4 p. ]. Available from: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/j.1676-4285.2010.3109/700

2. Institute for Healthcare Improvement. Getting Started Kit: Prevent Central Line Infections How-to Guide. Cambridge: Institute for Healthcare Improvement; 2012.

3. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Brasil), Unidade de Investigação e Prevenção das Infecções e dos Eventos Adversos. Corrente Sanguínea: Critérios Nacionais de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde. Brasília: Anvisa; 2009.

 

 

DADOS DO PROJETO
Projeto de dissertação do Programa de Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial da UFF.
Orientadora: Zenith Rosa Silvino
Coorientadora: Geilsa Soraia Cavalcanti Valente.
Apoio Financeiro à Pesquisa: Conselho Regional de Enfermagem (COREN/RJ).

 

 

Recebido: 26/08/2013
Revisado: 02/09/2013
Aprovado: 04/09/2013